Menu Fechar

Trocar as voltas à Gripe A com a Biblioteca Escolar

As possíveis repercussões do surto de Gripe A – 2009 nas escolas e famílias, nomeadamente o absentismo, em maior ou menor dimensão, de professores, alunos e funcionários, implicam a elaboração de um Plano de Contingência por parte dos estabelecimentos de ensino, através do qual possam responder adequadamente às diferentes fases da pandemia, prevenindo e minorando os seus efeitos sobre as actividades escolares.
No quadro da acção global contra a pandemia, a Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) está associada ao projecto «Ler + Agir contra a Gripe A 2009», que propõe diversos recursos e actividades de leitura e escrita sobre o tema. Os dados deste projecto serão disponibilizados no sítio do Plano Nacional de Leitura (PNL)
http://www.planonacionaldeleitura.gov.pt/
e no sítio da RBE http://www.rbe.min-edu.pt/.
Aconselhamos a leitura das orientações e recomendações disponíveis nos sítios da DGS http://www.dgs.pt/ e da Direcção-Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular, www.dgidc.min-edu.pt/.
Neste contexto apresentamos ainda em anexo 3 links com os documentos essenciais do agrupamento, elaborados pelo grupo de trabalho da Educação para a Saúde – Professoras Eduarda Silva, Julieta Rodrigues, Elvira Lourenço e Cristina Dias.
– Plano de Contigência do Agrupamento Vertical de Escolas Vale de Milhaços http://sites.google.com/site/becrevm/PlanodeContingênciaAVEVM.pdf
– Gripe A (H1N1)Informação aos adultos
– Gripe A (H1N1)Informação aos alunos

Estamos de regresso … cheios de vontade de trabalhar…

Olá a todos! 
Esperamos que as vossas férias tenham sido óptimas e estejam cheios de energia no início deste novo ano lectivo.
Por cá temos algumas novidades. A partir do ano lectivo de 2009-2010 a organização e gestão das Bibliotecas Escolares passou a estar a cargo de professores bibliotecários a tempo inteiro.
Esta medida traduz claramente uma valorização da biblioteca como estrutura axial no desenvolvimento das aprendizagens, que deve trabalhar em articulação com toda a comunidade escolar.
Na EBVM o exercício deste cargo é da responsabilidade da professora Valentina Pereira.
Para coadjuvar a professora bibliotecária existe uma equipa que é constituída pelas professoras, Fátima Valente, Alice Aragão e Vanda Barreiras. Da mesma equipa, faz parte a assistente operacional, Glória Silva.
Neste contexto existem ainda professores colaboradores da BE que representam os diferentes Departamentos Curriculares.
Visita a BE para saberes mais novidades!

Fórum Rede de Bibliotecas Escolares

No dia 26 de Junho, decorreu, na FIL (Parque das Nações), o Fórum sobre a Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) intitulado “13 anos a construir saberes”, e a equipa da nossa Biblioteca fez questão de estar presente para celebrar a importância das Bibliotecas.

O programa da RBE , existente há 13 anos, foi criado com o objectivo de proporcionar a todos os alunos o acesso a uma biblioteca dentro da sua escola/agrupamento de escolas, de forma a que os alunos possam adquirir competências na leitura e a nível tecnológico, assim como disporem de informação suficiente para que se possam tornar cidadãos informados e participativos.

A Rede de Bibliotecas Escolares, lançada em 1996, pelos ministérios da Educação e da Cultura sofreu, nos últimos 13 anos, um crescimento superior a 1200%. Em 1997, havia 164 bibliotecas integradas na RBE; hoje, estão integradas 2063: 900 em escolas do 1º ciclo e 1163 em escolas do segundo e terceiro ciclo/ secundárias. Na prática, significa que cerca de um milhão de alunos beneficia desta rede de leitura.

Homenagear Sophia

A equipa da Biblioteca Escolar propôs ao Departamento de Língua Portuguesa uma actividade a desenvolver por todos os ciclos, com o objectivo de promover a articulação vertical.
Como na maioria dos anos de escolaridade são abordadas obras de Sophia de Mello Breyner Andresen, resolvemos dinamizar uma exposição sobre livros de Sophia analisados em sala de aula.
Os 5.º anos leram e analisaram a “Fada Oriana”; os 6.º anos, a “Floresta”; os 7.º anos, “O cavaleiro da Dinamarca” e os 8.º anos, “Saga”.
Os alunos do 1.º ciclo, através das coordenadoras das Bibliotecas, também participaram nesta actividade. Os alunos do 3.º ano trabalharam o livro “A menina do Mar”.
Os alunos aplicaram os seus dotes artísticos e criaram verdadeiras obras de arte que foram expostas com muito carinho nas suas escolas.
A partir de Setembro, vamos criar uma exposição dos trabalhos de todos os ciclos que circulará por todas as escolas da agrupamento interessadas.
Fica aqui um testemunho dos vários trabalhos realizados pelos alunos dos 2º e 3.º Ciclos.

Encontro com Ana Maria Magalhães

Foi com grande satisfação que os alunos das turmas B, D e E do 5.º ano receberam a escritora Ana Maria Magalhães.
Os alunos, em sala de aula, leram o livro “Três Fábulas” e prepararam algumas perguntas.
A sessão decorreu bem, os alunos revelaram muito interesse pela obra da escritora e tiveram contacto com o último volume da Colecção “Uma aventura”, “Uma aventura na Amazónia”.

Encontro com Ana Maria Magalhães

No próximo dia 25 de Maio, pelas 10.15h., na sala E9, três turmas do 5.º ano vão ter o prazer de trocar impressões com a escritora Ana Maria Magalhães, que gentilmente aceitou o nosso convite.
Os alunos, na aula de Língua Portuguesa, trabalharam o livro “As Três Fábulas” e, de certeza, estão ansiosos por conversar com a escritora.

Vai ser uma manhã animada…

25 de Abril

Na EB 2/3 de Vale de Milhaços, o 25 de Abril foi lembrado com uma exposição dinamizada pelo departamento de Ciências Sociais e Humanas que vai estar disponível até ao dia 5 de Maio.
Com o 25 de Abril, muita coisa mudou no nosso país: acabou a ditadura e começou a democracia, por isso é considerado o dia da Liberdade e é feriado nacional.

23 de Abril – Dia do Livro e do Direito de Autor

O dia mundial do livro e do direito de autor é celebrado a 23 de Abril em 100 países. A data foi instituída pela Conferência Geral da UNESCO para prestar tributo aos grandes autores da literatura mundial que nasceram ou morreram neste dia, como é o caso de Cervantes, Shakespeare, …
A celebração procura também encorajar as pessoas, especialmente os mais jovens, “a descobrir o prazer da leitura e a respeitar a obra insubstituível daqueles que contribuíram para o progresso social e cultural da Humanidade” (UNESCO).
Nesta data celebra-se também o direito de autor. Um direito que é reconhecido pela Declaração Universal dos Direitos do Homem (artigo 27º) e pela Constituição da República Portuguesa (artigo 42º). O direito de autor funciona simultaneamente como garantia de defesa do património e dos valores culturais.
A ideia de celebrar este dia surgiu na Catalunha, onde é oferecida uma rosa a cada pessoa que compra um livro. Desde então o dia 23 de Abril tem sido comemorado de diversas formas um pouco por todo o mundo.
Todos os anos o Comité da UNESCO nomeia a Capital Mundial do Livro. Este ano o programa para a promoção do livro escolhido foi o de Beirute, que lhe valeu a nomeação de Capital Mundial do Livro 2009.

Exposição – Impressões de Leitura

Para comemorar a Semana da Leitura, de 2 a 6 de Março, a equipa da Be/Cre propôs algumas actividades ao Departamento de Língua Portuguesa, destacando-se Impressões de Leitura.
Na disciplina de Língua Portuguesa e/ou nas áreas curriculares não disciplinares de Estudo Acompanhado, Área de Projecto, procedeu-se à leitura dos contos escolhidos.

Sugestões de leitura por anos de escolaridade:

5.º ano
. A Rosinha, o mar e os sonhos;
. O homem que não queria sonhar e outras histórias

6.º ano
. O menino chamado menino;
. Lendas do mar

7.º ano
. O grande lagarto da pedra azul;
. A árvore;
. Gaivota


8.º ano
. Fala-me de amor (um excerto);
. Histórias da terra e do mar


9.º ano
. O dia cinzento e outros contos de Mário Dionísio

Após a audição da história, individualmente ou em trabalho colaborativo de pares, os alunos registaram frases sobre os sentimentos/ impressões que a leitura despoletou e ilustraram as suas emoções manualmente ou recorrendo às TIC.

rfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-slide